O amigo Judas

Olá, amados! Há poucos dias comemoramos o dia do amigo. Então decidi compartilhar hoje com vocês algo que veio do coração de Deus ao meu coração certa vez, que me surpreendeu muito.

A cena está em Mateus 26. De repente chega um monte de gente com espadas e varapaus, escoltados por ninguém menos do que “Judas Iscariotes”. Jesus estava orando no Getsêmani junto com os discípulos (ou será que eu deveria dizer orando sozinho?) quando chega aquela multidão.

Multidões. Multidões. Sempre são o problema.

Desde o início da minha Bíblia só vejo a multidão fazendo bobagem… pedindo pra Moisés subir ao monte sozinho pra poderem ficar longe de Deus, reclamando e murmurando o tempo todo; multidões que só estavam esperando multiplicação de pães e que acabam pedindo que Barrabás seja solto…

O provérbio “a voz do povo é a voz de Deus” seja talvez uma das frases mais erradas da humanidade! Profetas são a voz de Deus! Homens e mulheres NÃO conhecidos e renomados são a voz de Deus. E ninguém que realmente é profeta queria ser, porque quem é sabe o quanto sofre. A voz de Deus na maioria das vezes está com um pequeno grupo que se sente remando contra a maré. E este grupo acaba se sentindo constrangido e fica se questionando se realmente é mensagem de Deus, já que não é uma mensagem popular, ‘da moda’ ou muito menos pra dar um tapinha nas costas. Enfim… é melhor voltarmos à cena. 🙂

A multidão seguiu Judas. Falsidade. Tanto da parte dele quanto dos outros. Me pergunto se tinha gente naquele meio que tinha sido curado de alguma doença nos três últimos anos pelas mãos de Jesus. Não há como saber. Mas JUDAS nós sabemos. Ele viu tudo! Viu milagre por cima de milagre, por cima de milagre… E decidiu trair.

Sabe o que eu achei mais IMPRESSIONANTE no texto, algo que já li tantas vezes, mas dessa vez o Espírito de Deus abriu os meus olhos?

“Amigo, a que vieste?”…

Ah, gente! Essa palavra capturou meus olhos: AMIGO! Senti o Espírito Santo me falando: leia de novo… leia da novo.. leia de novo… devo ter lido essa frase de Jesus umas vinte vezes. E de repente a ficha caiu!

Jesus chamou Judas de AMIGO. Não foi Judas que chamou Jesus de amigo. Com isso quero dizer o seguinte: nós entendemos esta passagem com nossa mente humana, carnal e pecaminosa. Muitas vezes NÓS CHAMAMOS ALGUÉM de amigo mas nem o consideramos um amigo de verdade coisa nenhuma. Chamamos por política de boa vizinhança, entende? Chamamos porque é uma gíria, uma forma de chamar, de tratar, etc. Tem gente que chama até o garçom de “amigooo!” pra conseguir a atenção dele. Mas obviamente estamos falando de uma perspectiva diferente!

Jesus não chamou Judas de amigo fazer bem na frente dos outros. E muito menos sendo falso ou irônico. Jesus é a VERDADE. Isso significa que Ele é SEMPRE verdadeiro! Jesus chamou Judas de AMIGO – mesmo!

Na minha humilde opinião acho que essa palavrinha deve ter entrado no coração de Judas como um punhal, estraçalhando sua felicidade pelas trinta piores moedas que já circularam o sistema monetário desse planeta!!!

E o Espírito Santo me falou profundo ao coração. Quando nós lermos as palavras de Jesus precisamos tentar entender com a mente e o Espírito de Deus, (que nos ajuda a fazer isso) e não com a nossa mente ou interpretação. Jesus não pecou. Nós pecamos. E muito. É como um óculos que temos chamado de NATUREZA DO PECADO – e parece que tudo o que olhamos está debaixo dessa ótica.

Se eu ler com minha mente humana, sem a escolta do Espírito me ensinando, vou achar que Jesus usou a palavra AMIGO à toa. Mas se eu deixar o Espírito Santo me mostrar a cena de verdade, só me resta me quebrantar diante do Senhor, vendo um AMOR tão grande, que me constrange. Alguém que disse: “Amai os vossos inimigos e bendizei [falai bem] os que voz maldizem”. E Ele não só falou, mas nos mostrou isso na prática!

O discípulo que andou com ele por tanto tempo o vendeu por trinta moedas; mas mesmo assim saíram da boca de Jesus as seguintes palavras: “AMIGO, a que vieste?”

Quero ser amiga de Jesus, sim! Quero que Ele seja meu amigo, sim! Mas quero ser OUTRO tipo de amigo – não o que vai junto da multidão depois de vender o seu relacionamento por coisas corruptíveis deste mundo passageiro.

E pra terminar, não posso deixar de perguntar pra você que, como eu, é líder de alguma coisa dentro do que nós chamamos de igreja: qual multidão está te seguindo? A de pessoas que são perseguidas por causa da Cruz ou as pessoas que até hoje perseguem o mesmo Jesus que Judas vendeu?

 

No amor de Cristo,

assinaturapreto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s